Rede: O que é isso?


Os Fóruns da Rede Livre Leste visam colocar em pauta assuntos relacionados ao Teatro em Comunidade, Organização de grupos em rede, fortalecimento das identidades dos coletivos através das trocas, discutir políticas públicas culturais, entre outros temas que girem em torno da cultura como direito primordial a todo e qualquer cidadão. Os fóruns circulam pela periferia de São Paulo, mapeando e discutindo uma linguagem que se difere da estética produzida no cenário central da cidade.

No dia 07 de agosto realizamos o Primeiro Fórum norteado pela seguinte questão: ´´Rede, o que é isso?´´ no espaço cultural CICAS – Zona Norte. Contamos com a presença de articuladores de outros coletivos para contribuir na discussão.

Na mesa, estavam presentes: Aysha Nascimento da Rede Brasileira de Teatro de Rua, Juninho do Espaço CICAS e Leandro Hoehne da Rede Livre Leste.

Exibimos também entrevistas em vídeo concedidas à Rede Livre Leste por representantes de outros dois importantes Movimentos: Jorge Blandon (Colômbia) da Corporación Cultural Nuestra Gente/Rede Latino – Americana de Teatro em comunidade e o Movimento Escambo do Rio Grande do Norte representado por Júnio Santos e Ray Lima.

A discussão era alimentada não só pela comunidade local e artistas convidados, mas também pelo público que acompanhava o debate online via Livestream (http://www.livestream.com/rede).

Dentre estes grupos como Teatro Silva e Movimento dos Guaianás.

A roda de conversa começou com uma apresentação do Histórico de cada Movimento, características de sua formação, sua identidade, público alvo, as necessidades de se criar um coletivo de coletivos para alcançar uma maior reverberação das reivindicações, interesses e objetivos dos grupos.

“Que meios de produção utilizamos para gerir e organizar o Movimento sem perder suas individualidades e especificidades num discurso único?

Outros pontos importantes foram discutidos como:

– As limitações e dificuldades de se organizar com um processo contínuo para que as iniciativas alcancem apoio e diálogo com o poder público;

-A importância de respaldar as ações dos coletivos dentro de suas respectivas comunidades, onde o artista se reconhece como integrante do espaço onde propõe suas ações.

– Reconhecer e ampliar o fazer artístico e político numa mesma esfera de atuação em nossas ações.

O Fórum proporcionou não só uma troca imediata sobre a questão´´Rede: o que é isso?´´, mas também uma articulação que poderá se estender a longo prazo com diversos grupos, de fortalecimento e apoio, onde ações futuras se tornem uma continuidade da luta e processo de cada coletivo para abertura de um cenário cultural mais amplo e de políticas que respaldem uma arte pública.

E para saber mais:

https://redelivreleste.wordpress.com/2011/05/31/blog-da-rede-livre-leste/

Anúncios

Sobre Rede Livre Leste

A Rede Livre Leste é um coletivo de articulação formado por coletivos artísticos que habitam as imensas periferias da metrópole urbana de São Paulo. A Rede atua artística e politicamente na mobilização de jovens artistas e comunidades interessados em intervir na lógica cotidiana da cidade, em conexão com o Brasil e o Mundo.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s